quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

No Meu Deserto


Desertei.

Por um deserto só meu.

Numa viagem só minha. 

Só eu e os meus pensamentos. 

Com as adversidades de uma areia permanente e um calor abrasador. 

Sem mais nenhuma envolvência ou distração.

Caminhava com um oásis em vista.

Ainda não sei se o encontrei.

A viagem continua mas voltei a essa escrita.

Indefinidamente. Despretensiosamente.

Só assim a bússola toma sentido.

4 comentários:

  1. Já estava na altura de mais um "diário de bordo". Bom texto.

    Post-scriptum: Consegues usar o motor de pesquisa do teu blog? Eu não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto que gostes dos meus "diários de bordo".

      Realmente não consigo usar o motor de busca, não sei o que se passa. Vou tentar resolver o problema.

      Beijinho e bom ano!

      Eliminar

Junta-te à conversa!